Duarte Garcia, Caselli Guimarães e Terra Advogados

Alckmin rompe contrato e 7 mil presos ficam sem tornozeleira

A gestão Geraldo Alckmin (PSDB) decidiu romper o contrato com a empresa responsável pelo monitoramento de quase 7 mil presos por meio de tornozeleira eletrônica. Isso inclui todos os mais de 4,5 mil detentos do regime semiaberto que deixam as unidades prisionais para trabalhar diariamente no Estado de São Paulo e, ainda, os cerca de 2,5 mil monitorados durante as saídas temporárias - como no Dia dos Pais.
 
Clique no link para ler a notícia.
http://www.valor.com.br/politica/5073344/alckmin-rompe-contrato-e-7-mil-presos-ficam-sem-tornozeleira

Todos os Direitos Reservados a Duarte Garcia, Caselli Guimarães e Terra | by HKL